17 de junho de 2007

As crianças não têm preço


As diligências que a Polícia Judiciária fez no caso do desaparecimento da menina inglesa no Algarve, segundo o Correio da Manhã, custou-nos 100 mil euros, isto só nos primeiros quinze dias. Não está em causa a importância, nem que fossem 5 milhões de euros.
A partir de agora, quando desaparecer uma criança em Portugal, seja ela qual for, todos nós vamos estar atentos, se esta operação marcou o início de uma mudança, por parte das autoridades, para investigar casos de desaparecimento de crianças, ou se se tratou de um epifenómeno para inglês ver, devido a pressões políticas.

1 comentário:

LFM disse...

Temo que se tenha tratado de facto de um fenómeno de manipulação.
Tal como já tive oportunidade de escrever, infelizmente há crianças que valem mais que outras.