25 de agosto de 2007

Colinhos

2 comentários:

O Viriato disse...

Se houve assédio foi grave.
Se não houve grave foi.

Quiçá o que seja grave é este generalizado Assédio à Sanidade dos Portugueses: Por exemplo "promover quem não merece" e "punir quem ousa contestar o demérito"...

Enfim...
A luta continua

O Viriato disse...

COMENTÁRIO REPETIDO NOUTROS BLOGS:
Governo garante que vai pagar subsídio de Natal a militares
O Ministério da Defesa garantiu hoje que o pagamento do subsídio de Natal aos militares não está posto em causa, depois de o Correio da Manhã ter noticiado que há uma insuficiência orçamental de 40 milhões de euros nas Forças Armadas.

«Não está nem nunca esteve em causa o pagamento do subsídio de Natal ou de qualquer outro compromisso por parte do Estado», disse à agência Lusa fonte oficial do Ministério da Defesa.

A mesma fonte explicou que, aquando da elaboração do orçamento para 2007, ficou prevista uma redução de pessoal que seria acompanhada pelos devidos ajustamentos orçamentais.

Até agora existe já uma redução de 2.200 efectivos militares, o que perspectiva uma poupança de 14 milhões de euros.

«Se em Novembro se verificar essa necessidade serão feitos ajustamentos necessários para cumprir todos os compromissos por parte do Estado», acrescentou a mesma fonte, escusando-se a confirmar se a insuficiência orçamental é de 40 milhões, como refere o jornal.

De acordo com o Correio da Manhã, no relatório de auditoria sobre o Exército, a Inspecção-Geral das Finanças detectou uma insuficiência de 20 milhões de euros.

«Em termos evolutivos, e com destaque para o orçamento de 2007, importa realçar a redução de 20 milhões de euros originada pela não inclusão da totalidade da verba necessária ao pagamento do subsídio de Natal, situação que irá necessariamente obrigar a um ajuste orçamental nesse valor no fim do ano corrente», lê-se no relatório.

Também na Marinha e na Força Aérea faltarão cerca de 20 milhões de euros para pagar os subsídios de Natal, segundo fontes ligadas ao processo citadas pelo Correio da Manhã.

Diário Digital / Lusa


não saímos disto: criam-se estas "noticias" para funcionarem como Biombo e assim se escondem os problemas reais das forças armadas.
A fase do dinheiro, como problema, já passou à muito: OS PROBLEMAS REAIS SÃO OUTROS - falta de liderança organizacional, falta de independência perante o poder governamental, falta de isenção, falta de tutela, regulamentos obsoletos, desinspiração ética e deontológica, práticas reprováveis, decisões inaceitáveis, perseguições contra os que não aceitam o situacionismo vigente, etc...


Saudação amiga