21 de dezembro de 2007

(A)Moral

Eduardo Ferro Rodrigues, embaixador de Portugal junto da OCDE, em Paris, foi ontem chamado ao Tribunal de Monsanto, que está a julgar o "Caso Casa Pia", na qualidade de testemunha, arrolada pelas defesas de Carlos Silvino e Carlos Cruz.

Segundo a comunicação social, Ferro Rodrigues afirmou que teve conhecimento que o seu nome fazia parte do processo, porque Saldanha Sanches lhe disse.

O fiscalista Saldanha Sanches é aquele senhor que por tudo e por nada é chamado a opiniar sobre fraude e fuga ao Fisco. Mostrou-se sempre contra o desleixo e corrupção que grassava na máquina fiscal do Estado, permitindo que os "grandes" praticassem fraudes e fugas aos impostos sem serem incriminados por isso. Até aqui qualquer pessoa de bem está de acordo com Saldanha Sanches.

No entanto, "no melhor pano cai a nódoa". A acreditar nas afirmações de Ferro Rodrigues, Saldanha Sanches subverteu todos os princípios que apregoa na comunicação social em matéria de comportamento dos cidadãos, das empresas e do Estado em relação ao Fisco

O comportamento que todos temos perante o Fisco não está isolado dos restantes comportamentos que devemos ter em relação a todos os sectores da vida em sociedade.

Saldanha Sanches em matéria de Justiça, usando muito possivelmente ligações familiares, actuou à margem da Lei.

Perante a "denúncia" do seu "amigo" Ferro Rodrigues, Saldanha Sanches mantém-se em silêncio e a comunicação social também o não inoportuna.

Daqui a uns tempos voltaremos a ver Saldanha Sanches a apregoar mais moralidades e comportamentos éticos em matéria fiscal. Pelos vistos os únicos que segue, espera-se.

5 comentários:

O Viriato disse...

Amigo Poviléu tivemos o mesmo raciocínio pois também já comentei num jornal, nos termos em que o amigo o fez, ao que julgo até o Dr. Saldanha violou a lei - violando o segredo de justiça - mas para ele, como para outros (aqueles que têm antena) a justiça não é cega é MÍOPE.

Saudação amiga, bom ano e feliz natal

António Balbino Caldeira disse...

Caro Paulo

Pudesse eu comentar mais este caso, mas para não ser deselgante com a justiça que demora a julgar os meus casos sobre as denúncias de pedofilia... Ainda bem que o meu Amigo e faz e também o José na Loja do Queijo!

Já agora, aproveito para desejar um Santo Natal e rogar por um melhor 2008. Portugal precisa.

zedeportugal disse...

Caro Paulo,
Proximamente, em momento apropriado, darei visibilidade no meu blogue a este seu poste - se não vir nisso inconveniente, claro.
É preciso expôr este tipo de situações, este tipo de indivíduos para quem a justiça tem duas faces.
O seu texto é excelente: correcto e directo.
Desejo-lhe um santo Natal.

Carreira disse...

Desejo um bom Natal ao autor do blogue e a todos os seus leitores.

José Carreira

(www.cegueiralusa.com)

Paulo Carvalho disse...

Caro Zé de Portugal

Claro que pode utilizar este post no seu blogue.
Votos de feliz Natal e que 2008 seja melhor para todos nós.

Obrigado